Que a Itália nos sirva de exemplo

Já vivemos o drama diário dos hospitais sem leitos e emergências, com a falta de remédios e às mínimas condições de controlar bacterias e infecções por falta de recursos. Impera o descompromisso dos governantes e a ausência de vontade política de reconhecer a importância do SUS, que se evidencia com a progressiva diminuição de alocação de recursos e investimentos que viabilizem ações que atendam universalmente a sociedade, sobretudo, a classe trabalhadora que torna o nosso cenário mais cruel e em descompasso com o atual quadro de pandemia.
Nossos profissionais da saúde se desdobram realizando verdadeiros milagres ao realizar uma medicina de guerra, acolhendo, acompanhando, cuidando e recuperando casos de baixa, média e grande complexidade. 

 Em meio a crise e ao caos da saúde brasileira surge este coronavírus que põem em risco a saúde da humanidade e com mais risco daqueles que são pobres e vivem em aglomerados urbanos sem sanemaneto básico e atendimento preventivo de saúde coletiva.

O vídeo abaixo tem como objetivo mostrar que, mesmo em países em condições muito melhores que as nossas, em momentos de crise é difícil garantir a recuperação e a vida daqueles que amamos.
O Brasil não pode tratar o coronavírus como uma gripizinha, porque nossa população já está doente e os impactos do Covid19 podem ser catastróficos para o país.
Vejamos o desafio dos italianos e façamos uma reflexão sobre a nossa realidade que já é muito mais temerosa que esta do vídeo com pacientes pelo chão dos hospitais, cobertos com jornais, com UPAs lotadas, com postos de saúde sem a mínima infraestrutura.
Temos que fazer a nossa parte no controle da disseminação do vírus, já que o governo federal nos abandona dizendo que é a maior crise pandemica do século XXI é só uma gripizinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *