A Barbárie Estatal

Enfrentar nossos problemas mais profundos é fundamental para transformarmos nossa realidade e construirmos uma nova perspectiva histórica.

No período colonial, no império, na primeira república, na ditadura até os dias atuais o problema social é tratado como uma quentão de segurança publica, de polícia.

Percebemos que às autoridades públicas dissimulam e negam a crescente barbárie com a libertina anuência de quem diz: 
“Podem queimar, 
demitir, 
invadir,
miliciar, 
poluir, 
escravizar,
lotear, 
cobrar, 
bater… 
Podem matar!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *